Em meio a tanta tristeza, fala de Lula revolta web: “Ainda bem que a natureza criou esse monstro chamado coronavírus”

Para Lula, a pandemia ajuda a comprovar que 'determinadas crises' só são solucionadas pelo Estado.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou o surgimento de nova pandemia de coronavírus no decorrer da última terça-feira, (19), para que o povo possa entender a importância de um “país poderoso”.

Lula fez uma sugestão durante uma entrevista á revista “Carta Capital”, feita por videoconferência, que o choque na economia liberal que hoje é defendida pelo atual governo do Presidente da República Jair Bolsonaro, é algo para ser festejado.  Lula falou de celebração apesar dos 271.971 casos que já foram confirmados de Covid-19, sendo que a soma de mortes já conta com 17.971.

O ex-presidente falou que quando observa os discursos dessas pessoas, de pensarem que todas as coisas públicas devem ser vendidas e que o público não vale nada, se revolta, e agradece a natureza que violou a vontade humana e criou esse monstro chamado de coronavírus.

Para Lula, esse vírus monstruoso está permitindo que aqueles que estão cegos comecem a ver que apenas o Estado é capaz de resolver certas crises no país. O Petista disse que está crise do coronavírus, apenas o Estado pode resolvê-la, assim como a crise de 2008.

Lula divulgou está nota, no mesmo dia que o Brasil teve 1.100 mortes nas últimas 24 horas, um nível recorde de mortes no país. Logo na sequência da entrevista, Lula ainda citou o ex-presidente dos EUA Franklin Roosevelt, que administrava o país durante a Segunda Guerra Mundial.

Ao ver de Lula, na época o Presidente do Estados Unidos, não estava preocupado com o orçamento da União, com déficit fiscal ou se as verbas iriam falir ou não. O que ele queria era construir armas para vencer aquela guerra.

A fala de Lula acabou não sendo bem aceita e ele foi criticado pelo pastor e deputado federal Roberto de Lucena, (PODE-SP), que a categorizou como “inadmissível”. O pastor e deputado Marco Feliciano, usou o Twitter para chamar Lula de “genocídio insensível”. Ele perguntou: E se tivesse sido o presidente Jair Bolsonaro quem tivesse dito que havia gostado da morte de 321.459 pessoas no mundo até agora, somente para provar sua ideologia política? o que será que iam dizer, questionou o religioso.

Lula também foi criticado pela psicóloga cristã Marisa Lobo, que falou como uma pessoa pode celebrar uma pandemia coma a que estamos vivendo? Perguntou ela revoltada como pode os psicopatas, agirem dessa maneira só para atingir os oponentes, não se importando se isso pode matar milhares de pessoas.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Cris Si

Escrevo vários tipos de conteúdo, mas gosto muito de escrever notícias sobre famosos, histórias de superação e testemunhos.