Testemunho cristão e sua importância

Segundo o português, a palavra "testemunho" significa: testemunhar sobre algo, depoimento, testificar, enxergar. Uma das diretrizes de Jesus é que seus seguidores também sejam suas testemunhas.

Segundo o português, a palavra “testemunho” significa: testemunhar sobre algo, depoimento, testificar, enxergar. Uma das diretrizes de Jesus é que seus seguidores também sejam suas testemunhas.

Com relação a esse entendimento, os cristãos devem ser testemunhas de Cristo. Por exemplo, falando sobre o que Cristo fez e pregando sua mensagem.

Outro método valioso de testemunhar os cristãos é dar um exemplo da vida cristã, porque dessa maneira muitas pessoas podem entender que o evangelho alcançou um lugar de transformação sem a necessidade de dizer uma palavra, e a palavra de Deus aonde chega, há diferença.

O fato é que os cristãos são freqüentemente criticados ou provocados por não-cristãos, o que lhes traz uma carga ou exigência perfeita que somente o próprio Cristo pode expressar.

A Bíblia dá vários exemplos de pessoas próximas a Jesus, que acreditam que Jesus é o Messias, mas que falham em algum momento.

Por exemplo, Pedro o rejeitou três vezes por medo de ser espancado pela multidão. Os discípulos conversaram entre si em uma ocasião e discutiu qual era o maior: o próprio Judas, que o traiu.

Segundo os registros, a vida de Jesus ensinou as pessoas a corrigir erros, corrigir erros sempre que possível, e não pecar e repetir os mesmos erros depois disso. Jesus veio chamar aqueles que se arrependeram.

Seguindo o exemplo da Bíblia acima, Pedro se arrependeu três vezes, dizendo a Jesus que o amava, pregou o evangelho a ele e exercitou sua fé para que, não importa para onde fosse sua sombra pudesse curar.

Condenado a morte, foi crucificado, mas pediu que fosse crucificado de cabeça para baixo, porque não achava digno de ter a morte como a de Jesus. Jesus ensinou seus discípulos a se tornarem os maiores no reino dos céus; eles devem servir a tudo. Como todos sabem Judas não suportou a dor de trair Jesus e se enforcou.

Para um cristão que procura dar testemunho por meio da atitude, ele sabe que a restauração da vida de Jesus exige muito esforço e temperança para mudar sua atitude. Não sucumba às críticas e provocações de outras pessoas, especialmente não deixe seu coração sofrer ou machucar com sementes de mágoa ou amargura.

Geralmente, aqueles que conheceram novos crentes antes de conhecer Jesus (isto é, se arrependeram de seus pecados) disseram que seu passado o criticava ou o desencorajava a continuar sua nova vida, alegando que ele não seria bem-sucedido. Além de forte fé e perseverança durante a jornada, as testemunhas cristãs também precisam tomar decisões perdoadoras.

Para um cristão, o perdão não é um sentimento, mas uma decisão. É necessário orar, não sucumbir à vontade da carne (expressar a reação que os humanos desejam) e colocar seus sentimentos diante de Deus, a fim de buscar a força necessária para vencê-la. É somente a médio e longo prazo que os incrédulos ao redor do seguidor começam a admitir que, de fato, ele é um cristão quando Jesus entra na vida dessa pessoa e a muda.

Na igreja, há outra forma de testemunha. Esses são momentos reservados para os membros compartilharem as bênçãos que recebem de Jesus. Antes ou depois de servir, as pessoas que expressavam vontade de testemunhar continuavam avançando, por exemplo, relata que Jesus curou certas doenças deles ou de seus parentes, algum livramento de acidente e foram resolvidas as causas da justiça que estavam estagnadas por muitos anos, entre as quais Incluindo outros milagres que somente Jesus pode fazer. No tribunal, a testemunha fez uma declaração admitindo um fato, que é o fato de que ela vive e defende. Dessa maneira, ele estabeleceu a fé de outros irmãos e expressou o poder do evangelho de Jesus Cristo como o Senhor e Salvador de sua vida.

Escrito por News Report

Colunista de notícias, visando levar a informação à leitores diversos, através da internet, mídias sociais, redator de plataforma em diversos assuntos.